bali, o paraíso do surf


 

Jacarta, 28 de janeiro de 2012

Estivemos de férias nos últimos dias. Ok… é provável que a maioria das pessoas que lêem o blog esteja pensando: “Mas, vocês não estão de férias há quase um ano?!”. É verdade. Mas, nos últimos dias tiramos férias de turistar por aí, de trocar de cidade a cada poucos dias e também tiramos férias de blogueiros. Por isso, demoramos um pouco mais do que o costume pra postar notícias. A gente estava de pernas pro ar nas praias da Indonésia, passando semanas inteiras em um mesmo lugar e curtindo a vida em câmera lenta. Desculpem-nos a demora. Mas, enfim, voltamos com as novidades!

A Indonésia é pra ser curtida lentamente...

O preço a pagar por ficarmos tão relaxados é que muito deste vasto arquipélago ficou sem ser visto. Concentramos nossas atenções em Bali e na pequena Gili Trawangan. De qualquer forma, um estrangeiro desatento poderia até pensar que tendo um pouco mais de tempo seria possível conhecer cada canto do País. Melhor reconsiderar. Com mais de 17.000 ilhas em seu território, seriam necessários quase 50 anos pra passar um único dia em cada uma delas! E, convenhamos, um dia seria insuficiente em 99% dos casos.

A Indonésia tem ainda outros superlativos. A população de 240 milhões de pessoas é a quarta maior do mundo, à frente inclusive do Brasil. São faladas mais de 300 diferentes línguas e dialetos, são praticadas centenas de diferentes religiões (embora a maior parte seja islâmica) e culturas completas distintas distribuídas em um pedaço do planeta que se estende do Sudeste Asiático à Austrália. É um dos principais destinos do mundo para o surf, mergulho, trekking em vulcões, imersões culturais e para simplesmente curtir uma praia perfeita. Cada viajante com quem conversamos tinha seu lugar predileto no País, seu paraíso escondido e sua ilha imperdível. Alguém obstinado a ticar todos os principais pontos poderá se sentir acossado com tantas opções. O melhor é relaxar e aproveitar intensamente o pouquinho da Indonésia que for possível ver com o tempo que tiver disponível. Foi o que fizemos.

Essas oferendas estão em todos os lugares e são trocadas diariamente.

Com amigos locais.

Começamos por Bali. Você provavelmente já ouviu falar do cigarro e talvez até da calça, mas a ilha deve seu renome mundial principalmente à rica cultura hinduísta, à vida noturna e ao surf. É o principal destino turístico da Indonésia e um ímã para uma multidão de jovens australianos. Há templos hindus por todos os lados, a arquitetura é inconfundível, assim como as danças folclóricas e a tradicional arte balinesa. É uma ilha grande, o que somado ao fato do trânsito ser terrível pode consumir horas pra deslocar de um lado ao outro. E não é uma terra de consensos. Vimos pessoas absolutamente apaixonadas pelo lugar, mas existe também uma boa parcela daquelas que acabam por detestá-la.

A praia de Kuta é cercada por muros e os portais tem a arquitetura típica local.

O surf é a principal atração de Kuta. As pranchas para alugar ficam espalhadas pelas areias.

Normalmente, o motivo que leva as pessoas a não gostarem de Bali se chama Kuta. A mais turística das praias é feia, suja, o fluxo de carros e motos é infernal e a molestação de vendedores beira o insuportável. Porque então as pessoas vão pra lá? Primeiro, porque as ondas são perfeitas pra quem está aprendendo a surfar e dezenas de escolas espalham-se pela praia. Segundo, é onde as baladas fervem, o que atrai a garotada afoita por diversão. E, por fim, tem o efeito manada: as pessoas vão pra lá porque é onde todo mundo já está. Tem mais hotéis, restaurantes e lojas. Nós também caímos nessa e foi nosso primeiro destino. Honestamente, não vale mesmo muito à pena e com atrações pouco interessantes do lado de fora o luxuoso piscinão do nosso hotel virou a melhor opção durante o dia.

A praia de Kuta além de sem graça ainda tem muito lixo na areia.

No mar em Kuta diversos aprendizes de surfistas dividem a mesma onda.

A piscina do nosso hotel. A melhor opção nos dias em Kuta.

Pra converter ódio em amor, basta afastar-se de Kuta e ver o que mais Bali tem a oferecer: praias lindíssimas, campos com terraços de arroz, opções de rafting, um vulcão e muita riqueza cultural. A Bukit Peninsula é um bom exemplo disso e foi onde a ilha recuperou o seu prestígio conosco. O surf por esses lados é para profissionais. A nós coube acompanhar tudo de um dos restaurantes encravados na encosta dos penhascos em Ulu Watu. Pra entrar no mar, melhor ir pra praias como Padang Padang, onde é possível estender-se na areia e refrescar-se no mar.

O visual da Padang Padang é incrível e a vale a visita à Bali.

Pra surfar em Ulu Watu tem que ser profissional!

Pra fechar o dia, um show de dança balinesa no templo Pura Luhur durante o pôr do sol. Pronto! A essa altura você já terá perdoado os excessos turísticos e estará encantado novamente com a Indonésia.

Templo Hinduísta

Os macacos são uma atração a parte no templo de Ulu Watu.

Foi em Bali que solicitamos nosso visto pra Austrália. De longe, o mais complicado e demorado de toda a viagem. Enquanto esperávamos, rumamos pra ilha vizinha de Lombok. Mais precisamente, para as Gilis: um conjunto de ilhotas minúsculas próxima à Lombok. Praias desertas, paz de espírito e muitos mergulhos são as novidades que virão em breve no próximo post.

Essa foto não é nossa, mas vimos dois desses aí mergulhando.

Esse post foi publicado em Indonésia, Uncategorized e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para bali, o paraíso do surf

  1. Anônimo disse:

    Valeu pelas dicas…. Estou indo para o Sudeste Asiatico agora na segunda quinzena de Setembro . Meu blog é : ricardosilvaexpedicoes@blogspot.com . Ricardo Silva Selva – São Paulo

  2. Fernanda disse:

    Ola! Infelizmente meu odio nao foi convertido em amor em Bali. Alias, esse foi o lugar que mais detestei na minha volta ao mundo, junto com Vietnam. So volto se me pagarem e mesmo assim, so se precisar muito mesmo. Mas, obviamente que tudo depende das experiencias que vc vive em cada pais e quem conhece. Bem no final dos meus dias em Bali, conheci um povo bem legal o que salvou um pouco a viagem. Infelizmente nao tive o tempo/dinheiro para ir ate as Gillis. Mas, so de pensar em entrar na Indonesia de volta, penso que acho que nunca irei as Gillis. Fiquei feliz vendo os outros paraisos do sudeste asiatico. Mas, Bali eh isso mesmo – polarizante. Tem quem ama e quem odeia. Eh meio como Londres, eu amo, morei la, gosto de tudo e minha familia e amigos odiaram tudo. Engracado ver como gosto realmente eh pessoal. Postei umas dicas de Sydney para vcs no topico do Laos. Dei uma lida no meu post de Sydney e ta um lixo. Achei melhor explicar um pouco mais. Preparem o bolso. Sydney eh cara. Fernanda

    • É no final, as melhores lembranças não serão de Bali, embora a gente tenha curtido tb… A ilha tem um lado belo, mas é mesmo turística demais e tem amolações demais. Se fosse pra voltar à Indonésia, certamente iríamos priorizar outras ilhas.

  3. Rafael disse:

    Férias dentro das férias… poucos podem fazer isso. Vocês são privilegiados, isso sim. =)

  4. Ivaneide disse:

    Que show !! quantas informações preciosas! que lugar! . Merecidas feerias e lugar bem escolhido!! bjs

  5. Carine Braga disse:

    Oi gente! Achei o blog de vcs por acaso e adorei os relatos das viagens! Moro na Austrália há 10 meses, se precisarem de alguma dica é só falar! Parabéns pelo blog e com certeza pegarei algumas dicas para minha de férias ao sudeste asiático.

  6. MARGARETH DE PAULA AMBROSIO disse:

    Pra variar adorei!
    Beijinhos!
    Margô

  7. Cristina Guimaraes disse:

    Sou amiga da Maria do Carmo e Uberlândia. Tenho acompanhado vcs por esta aventura sem impar. BRAVE ! super vibe !

  8. Bethânia disse:

    Muito lindo!Sem palavras!Paraíso é pouco!Bj Gde Nosso

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s