bom dia, vietnã!


Koh Phi Phi, Tailândia, 21 de dezembro de 2011

Foi uma rápida passagem. Escolhas, escolhas… O Vietnã é grande, diversificado e repleto de motivos pra uma longa estada. Chegamos a deixar a visita pra outro momento. Mas, mantivemos o olho em passagens baratas e o coração no cartão postal que há muito tempo habitava nosso imaginário. No final, embarcamos pra Hanói. Três dias na capital e três em Ha Long Bay: a cabeça e a calda do dragão, como reza a lenda vietnamita.

Hanói

Nossas primeiras impressões de Hanói foram ótimas. Pra um lugar com fama de caótico, surpreendeu encontrar uma cidade bonita, limpa e até razoavelmente organizada. Bem verdade que atravessar a rua é um tremendo desafio quando existem 3,5 milhões de habitantes e quase 7 milhões de motos zunindo pelas ruas. Como nos disse Patrice, um francês que conhecemos em Ha Long Bay, é uma dança. Circulando em alta velocidade e em todas as direções, as motos são o ballet de Hanói.

No "One Pillar Pagoda"

Hanói é milenar. A capital do Vietnã exibe nas esquinas sua longa História: das construções medievais aos caças e tanques apreendidos após o País derrotar o poderoso exército dos Estados Unidos. Troféus de uma guerra que começou com a invasão japonesa em 1940, passou pela expulsão de franceses e norte-americanos e terminou com a reunificação em 1975. Ho Chi Minh é o grande nome e herói desse tempo. O Vietnã o idolatra. Após sua morte, seguindo o exemplo dos gigantes comunistas China e União Soviética, embalsamaram o velho e o colocaram em exibição em um grande mausoléu, contrariando seu desejo de ser cremado. Nós fomos lá vê-lo em carne, osso e cera.

Nosso amigo Zac, pouco antes de descobrir que a vendedora e frutas cobra pra emprestar seus apetrechos para fotos.

Mausoléu onde o corpo mumificado de Ho Chi Minh descansa

Ficamos relaxados e de bem com a vida em Hanói. Não existem atrações incríveis e é preciso estar atento aos aproveitadores rondando os turistas, mas seus lagos e ruas históricas têm seu charme. Rodamos por lá com o Zak, com quem cruzamos ainda na chegada ao aeroporto. Comemos da boa comida de rua, vimos uma cruel briga de galo e nos arriscamos mudando de lado nos quarteirões. Pra encerrar o dia, um folclórico show de “water puppets” – as “marionetes da água” com os melhores assentos do teatro por cerca de 5 dólares. Valeu cada centavo. E não valeria nenhum centavo a mais.

Show de horror! Briga de galo em praça pública.

As desengonçadas marionetes da água.

Ha Long Bay

O que realmente nos atraiu ao Vietnã foi Ha Long Bay. Os picos de calcário brotando da água na forma de milhares de ilhas com vegetação selvagem, cavernas e praias foram irresistíveis sonhos de consumo. A melhor forma de ver essa obra prima da natureza é navegar por entre as ilhas. Fechar todo o esquema em Hanói é mais barato e confiável. Se paga cerca de 100 dólares por roteiros de 3 dias, dormindo no barco ou nas ilhas, refeições, transporte e taxas incluídos. Também dá pra pagar 150 dólares pelo mesmo serviço, se você pesquisar pouco.

 

Ha Long Bay é absolutamente linda. Seu único porém é o clima. Chove com freqüência e os dias de neblina são bem comuns. Por esse parâmetro, até que encontramos bom tempo. Nublado e frio. O barco era na medida do que a gente esperava. Pouca gente, uma pequena e confortável cabine e até uma varandinha semi-particular atrás. Visitamos enormes e surreais cavernas, andamos de caiaque a procura de lagoas escondidas e nadamos na água cristalina. Tudo o que todos os outros passeios pra lá também fazem, coisas que valem muito à pena, afinal. O dia terminou com bom jantar, novos amigos, umas cervejas e algumas cantorias.

 
 

Caverna em Ha Long Bay.

Nosso barco durante a visita à Ha Long Bay.

Assim que abrimos os olhos, nos perguntamos se o tempo nos faria a enorme camaradagem de amanhecer aberto. Coisa que ele fez. Nascia um dia perfeito, sem uma nuvem, com as ilhotas e a baía ao redor mais verdes, o mar mais transparente e tudo mais vivo. Demais! Amanheceu o que a gente tinha ido lá buscar. Preparamos um café, sentamos na nossa varandinha e deixamos o desfile acontecer à vontade na nossa frente.

Com Isabelle e Patrice, novos amigos franceses.

Os locais pegam seus barquinhos pela manhã rumo ao trabalho.

Depois de passar a manhã do 2º dia na maior ilha de Ha Long Bay, a Cat Ba Island, atravessamos pra Monkey Island onde bangalôs em uma praia particular nos esperavam pra um tarde de sol e uma noite de lua cheia. Com apenas nosso pequeno grupo por ali, quem não pagou também levou suítes generosas, coroando o lugar paradisíaco com nossa melhor hospedagem em toda a viagem. A típica cena do destino perfeito só pra você. Extasiante.

Mirante da Cat Ba Island.

Nossa praia particular com bangalôs de luxo.

No 3º dia o tempo estava ainda melhor. Reembarcamos pra circular entre outras ilhas na volta. Um visual pra ficar pra história!

Ha Long Bay - É de tirar o fôlego, né?!!

Despedimos da breve, porém valiosa, visita ao Vietnã em um vôo à Bangkok. Pouco mais de um mês depois de deixar a Tailândia, estávamos de volta. Nosso rumo, as praias do sul pra celebrar o natal, o réveillon, a vida! :)

Ahhh... a Tailândia...

Esse post foi publicado em Vietnã e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

23 respostas para bom dia, vietnã!

  1. Alessandra disse:

    Letícia,
    tudo bem?
    To lendo seu blog e tava querendo tirar uma dúvida: qual foi o barco que vcs foram para Halong Bay?
    Estou pesquisando alguns, e, ou são muito caros os pequenos, ou os mais baratos tem muita gente, ou estão lotados…vcs se lembram qual era??
    Obrigada e parabéns pelo blog!

    Alessandra

  2. Patrice et Isa disse:

    Hey!!! We’re happy to read your news!! Thanks a lot for the respect of the author! :)) Yours photos are beautiful, it reminds good things!
    We wish you a very good year! Enjoy your trip again and again!!!
    Patrice and Isa

  3. Rosângela disse:

    Fred, e Letícia
    Aproveito para deixar aqui o meu desejo de um Feliz Natal. Que vocês aproveitem bastante esse fim de semana, pois tenho certeza que muitos que estão aqui vão fazer pensamento positivo para vocês ficarem bem por aí. Depois conta como é o Natal na Tailândia.
    Continuarei acompanhando.
    Beijos.

  4. Ivaneide disse:

    Amei a caverna baía e tudo mais!! lindas fotos!!! e ai onde passarão o natal?

  5. Kécia disse:

    Muito bacana!! Adorei o Vietnã tbm, não sabia que tinha lugares lindos assim…
    Isso que eu chamo “começar o ano com o pé direito”!!
    Com certeza vai atrair ótimas energias para continuar viajando sempre, desbravando outras terras e não esquecendo de relatar tudo aqui pra nós.
    Parabéns pelo post e aproveito para desejar tbm um feliz natal e excelente ano novo!!
    Bjo.

    • Oi, Kécia!! Pois é, o Vietnã tem isso e mto mais! É um País cheio de lugares incríveis. Merece mais tempo! Pode ser meio turístico demais, com mta molestação de vendedores e tal. Em Hanói tb ficamos sabendo de alguns golpes contra turistas, tem q ficar esperto. Mas, não faltam atrações e é um GRANDE destino!

  6. Rafael disse:

    Uma dúvida: preciso de visto para entrar no Vietnã? Já li muito sobre sobre isso, mas não custa perguntar pra quem realmente já foi. Abraço!

    • Rafael, desculpe a demora… Seguinte, Vietnã precisa de visto. Nós tiramos o nosso no Laos (mto tranquilo, três dias pra ficar pronto – ou até um dia se vc pagar mais). Mas, vc pode tb fazer na hora, se estiver chegando de avião. Leve dólares americanos pra pagar (não sei o preço de fazer na hora, mas tenha pelo menos uns 50 dólares por pessoa pra não passar aperto – no Laos pagamos 40USD). Abraços

  7. Paula disse:

    Nossa, fiquei me imaginando nessa praia, que lugar cheio de magia.

    Feliz Natal para voces.

    Paua

  8. Maria Helena Alves Ferreira disse:

    A cada leitura eu me sinto mais encantada com tudo e fico sonhando com a possibilidade de ler em livro com mais fotos e muitas outras estórias desta vivência fantástica, fica a sugestão e a esperança de comparecer à tarde de autográfos. Boas festas, muita paz, saúde e muito amor. Abraços.

  9. Bethânia disse:

    Ahhhhhhhhhh que vida difícil!!Que maravilha a Tailândia!E o Vietnã tbm!
    Lindo, fantástico, irreverente…..aiiiiiiii sem palavras;

    Bj gde nosso

  10. Amanda disse:

    Nossa, que lindo!!! Só fico imaginado quais músicas e idiomas fizeram parte da cantoria… Aproveitando a oportunidade, desejo que vocês tenham um ótimo Natal e um 2012 ainda melhor que 2011 (se é que isso é possível! rs)!!! Beijos!

    • Ei, Amandita!!!
      Tivemos, principalmente, inglês, vietnamita e espanhol. Além disso, um holandês q tentava mandar qq língua em apresentações cada vez mais perfomáticas na medida em q as garrafinhas de cerveja iam se acumulando ao lado dele…
      Excelente ano novo!!!!!
      Bjos!

  11. Anônimo disse:

    Me leva!!!! esse mestrado ta me matandooooooo!!! to cansado de estudar guerra civil!!!!

  12. ana disse:

    Finíssimo, meus queridos! Saudades! Feliz natal e muito axé, amor e paz em 2012!

    • eliane Moraes Leite disse:

      Leticia e Fred,
      Continuem aproveitando a viagem maravilhosa que vocês estão fazendo!! Adoro ler tudo!!!
      Feliz Natal, muita luz!!

      Que 2012 seja tão emocionante como foi este ano para vocês. Paz e muito amor.

      bjs Eliane

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s