a cidade rosa e a índia moderna


Bangkok, 13 de novembro de 2011

Nossa viagem seguiu por Jaipur, no Rajastão, e depois Mumbai. Foi uma mudança gradual de cenário. Jaipur ostenta cartões postais clássicos da Índia, construções de estilo único e grandes palácios herdados dos tempos em que os marajás eram a maior força política local. É linda e mais desenvolvida. Já Mumbai é a cidade mais moderna e a capital financeira do País e onde a influência européia é óbvia. Completamente diferente das cidades que passamos antes, faz parte da mesma diversidade indiana.

Estamos falando da Índia, mas repare no começo do post que já chegamos à Tailândia. Às vezes os relatos saem com um pouco de atraso, o que se há de fazer?! Mas, não vamos deixar de contar (com cuidado) como foram os quase 20 dias em terras indianas. Bem verdade que é pouco tempo pra um país tão grande e diverso. Saímos sem explorar o montanhoso e budista extremo-norte, não fomos à Delhi, passamos rapidamente pelo Rajastão e não demos as caras no sul, que valeria uma longa viagem por si só. É assim mesmo. Um ano parece muito tempo, mas o mundo é grande demais. Fizemos lá nossas escolhas, quase arbitrárias às vezes. Mas, se deixamos lugares de fora, também não passamos correndo por onde fomos e há muito pra contar!

Jaipur: a Cidade Rosa

A Índia continuou surpreendendo. Se Agra mantinha o aspecto “semi-medieval” que vimos em Varanassi, as coisas começaram a melhorar em Jaipur. O trânsito funciona relativamente bem (para os padrões indianos), é mais limpa e há algum ordenamento no caos. Vimos inclusive que a população conta com uma boa oferta de serviços de saúde como, por exemplo, os bem estruturados consultórios odontológicos montados na rua.

Serviços odontológicos no meio da rua... só na Índia mesmo!

Conhecida como a Pink City ou a Cidade dos Festivais, a parte histórica de Jaipur é cercada por uma extensa muralha, dominada por construções que ficam especialmente rosas no final do dia. Os bazares espalhados ao longo das ruas ainda refletem uma antiga divisão temática com alguns quarteirões focados em roupas, outros em jóias, tecidos etc. Lá existem várias oportunidades e insistentes vendedores pra quem estiver atrás de pechinchas.

Um dos portões de entrada para a Old city.

O mais conhecido cartão postal é o Hawa Mahal, construído por um marajá no final do sec.XVIII. Um belo exemplar da arquitetura típica do Rajastão, que justifica ser conhecido por dentro e por fora. Ali perto, estão o Jantar Mantar – um antigo observatório astrológico – e o City Palace – um complexo de prédios e pátios bem ornamentados que abriga alguns museus. Esses museus são meros coadjuvantes da principal atração que são os palácios e a riqueza de seus detalhes. No alto da colina que domina o horizonte de Jaipur, está ainda o forte de Nahargarh. O calor nesse dia estava tão opressivo que nós não conseguimos chegar lá e voltamos um pouco mais cedo pra nos recuperar no albergue.

A fachada do Hawa Mahal é o principal cartão postal de Jaipur

Interior do Hawa Mahal

A vista do Hawa Mahal

City Palace

Detalhes dos portais no City Palace

E nesse calorão, embarcamos num ônibus urbano pra Amber, um imponente complexo de palácios. Fomos surpreendidos pelo seu tamanho e beleza! Pra nós, o que vimos de melhor em Jaipur, com suas muralhas, jardins e sofisticada decoração. No caminho, ainda tem a opção de passar por Galta (ou Monkey Temple) e pelo Royal Gaitor. Por fim, o forte de Jaigarh, logo acima dos palácios de Amber completa o cardápio. Aliás, não faltam fortificações pela Índia, como vimos nas viagens de ônibus e trem, que não deixam em nada a desejar aos castelos medievais espalhados pela Europa.

Amber Fort.

 

Para entrar no Amber Fort é preciso encarar uma longa subida de escadas ou pegar uma "carona" nos elefantes

 

O interior do Amber Fort é encantador! Com paredes e portais coloridos...

 

... e jardins muito bem cuidados.

 Mumbai: a Índia com cara de sec.XXI

Mumbai é moderna. Finalmente um lugar que não faz parecer tão absurdo a Índia organizar missões espaciais e ser um pólo mundial de tecnologia. É muito mais rica que o restante do País, mesmo ainda sendo pobre e abrigando uma das maiores favelas da Ásia. Está longe de ser um paraíso, mas está bem mais próxima do nosso referencial de limpeza e organização. E também é mais cosmopolita, com maior diversidade de culturas e maior liberdade, o que vimos na forma das pessoas se vestirem e se comportarem. Lá, nós demos um tempo no curry e comemos muito bem! Mesmo pagando um preço exageradamente alto pro padrão indiano, nos esbaldamos em deliciosos restaurantes que cobravam cerca de R$10 o prato! No interior da Índia, isso seria uma pequena fortuna…

Em Mumbai tinha até Mc Donald's, mas "restaurante familiar"??? No cardápio dos Mc Donald's indianos não encontramos o tradicional Big Mac.

Foram 18 horas de trem de Jaipur até Mumbai. É a melhor forma de viajar e ainda assim pode ser uma complicação. Uma história à parte. Publicaremos um post só com as dicas sobre trens na Índia para quem estiver planejando ir lá.

Embarcando para Mumbai

Mumbai ostenta as marcas da presença inglesa. Os tempos de colônia portuguesa deixaram poucas memórias, mas os prédios de arquitetura victoriana e gótica estão por toda parte. É como chegar a outro país, principalmente nos bairros Fort e Colaba. A estação de trem Victoria Terminus é espetacular. E também são bem bonitos os prédios da High Court e da Universidade de Mumbai em frente ao parque Oval Maidan. Parque em que passamos um tempo vendo os indianos praticarem seu esporte nacional, o cricket. Às margens do Mar da Arábia estão o Taj Mahal Palace – um luxuoso hotel -e o Indian Gate – um grande portal. Bonito, interessante e agradável. Claro que se fosse apenas pra ver prédios de inspiração européia, melhor seria ir pra Europa. Mas, Mumbai é um bom lugar pra descansar depois de um intenso giro pela Índia. E ainda tem lá suas surpresas…

Se não fosse pelo sol forte eu diria que essa foto é de algum lugar da Inglaterra. Mas, é na Índia mesmo!

Cricket é o esporte nacional! Vimos sendo praticado em todas as cidades que passamos. Mas, esse jogador aí não era dos melhores...

Indian Gate vista do barco para Elefanta

Do Indian Gate saem os barcos pra Ilha de Elefanta, onde existe uma coleção de templos escavados na rocha. Leva uma hora pra ir e outra pra voltar. É incrível! A principal caverna é logo a primeira, com um grande pátio construído dentro da montanha, com colunas, salas e lindas esculturas. Uma grande imagem de Shiva destaca-se entre as demais, todas entalhadas diretamente na montanha há cerca de 1.500 anos. Entre uma caverna e outra, a gente divertia-se com os bandos de macacos roubando a comida dos visitantes.

As cavernas de Elefanta.

A escultura de Shiva. A principal de Elefanta.

Os macacos da ilha de Elefanta eram divertidíssimos!

E a Ilha de Elefanta com suas exuberantes cavernas e esculturas mostrou-se apenas um aperitivo para os sítios arqueológicos de Ajanta e Ellora. Nosso último destino na Índia guarda um tesouro inimaginável, comparável em grandiosidade à Petra e aos templos do Egito. Não demoraremos a postar o relato com as fotos.

Uma das espetaculares cavernas de Ajanta.

Esse post foi publicado em Índia e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

18 respostas para a cidade rosa e a índia moderna

  1. Anônimo disse:

    Faltou incluir leitura de mão para macacos. rsrs… ótimo.
    Abr´s. Cibele.

  2. Rosângela disse:

    Olá.
    Serviços odontológicos no meio da rua para mim é chocante!!! Quanto as construções, são muito bonitas e as fotos estão retratando muito bem essa beleza.
    Gostei de vê-los juntos na foto, mas também sei como é difícil tirar fotos juntos quando somos um casal em viagem.
    Letícia está sempre muito bem vestida de acordo com a região. Questionei até a sua mãe quanto a você conseguir manter apenas essa mochila diante de tantas coisas bonitas que deve estar vendo pelo caminho. Ela me explicou sobre o seu processo de desapego. Adorei, só não sei se conseguiria.
    Parabéns, pois na verdade vocês estão levando na bagagem coisas muito mais enriquecedoras que é a experiência dessa viagem, certo?
    Bem vocês tem razão, na Índia realmente tudo é surpreendente e estou adorando viajar com vocês. Já estou curiosa pelos próximos post.
    Beijos e vamos em frente.
    Rosângela

    • É… Rosângela, serviços odontológicos e mto mais! Isso em Jaipur, que já era melhor um pco rs…

      Não é fácil mesmo se virar com uma única mochila e não dá pra dizer que um dia a gente se acostume completamente. Mas, é apenas um pequeno probleminha da rotina, facilmente superável! Os dias na Índia ficaram pra trás, mas ajudaram bastante com essa bagagem “enriquecedora”!

      Bjos!

  3. Fellipe Faria disse:

    Fred e Letícia, reler o blog depois de conhecê-los pessoalmente ficou ainda melhor! Espero que os próximos meses continuem estimulantes e que todos os objetivos da família sejam alcançados rapidinho no retorno ao Brasil… foi muito, muito divertido o nosso papo. Sucesso e boa sorte, pessoal!

    • Foi mto divertido mesmo, Fellipe!! Apesar de uma leve ressaca hj, ehehehe. Bom demais te conhecer! Q sua viagem tb continue excelente e boa sorte pelo Oriente Médio e Europa!! Abração!

  4. Ivaneide disse:

    Que grandiosidade de atrações num só post! realmente encantador. Parabéns!!

  5. Kécia disse:

    Não sei como vcs conseguem isso!!
    Mas cada post publicado supera o anterior…rs
    Tudo muito lindo!! Cada foto mais linda… amei!!
    Bjos.

  6. Anônimo disse:

    Estou adorando viajar com vcs…..Parabéns!!! bj

  7. Anônimo disse:

    SIMPLESMENTE DEMAIS!

  8. Anônimo disse:

    Nossa…fiquei impressionada com a Cidade Rosa e a India moderna. Lindas as imagens e o choque de lugares dentro de uma mesma índia. Essa diversidade indiana, como relatada por vc. é mesmo impactante!
    Abraços

  9. Anônimo disse:

    que lindooooo!!!! saudades demais doces!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s