grécia: das relíquias históricas às ilhas


Mykonos, 19 de maio de 2011

A Grécia estava nos nossos planos antes mesmo de pensarmos em dar uma volta ao mundo. Com uma coleção de apelos irresistíveis, era destino certo no nosso roteiro. Pra quem gosta de História, é o berço da civilização ocidental. Pra quem quer praia, não faltam ilhas paradisíacas. E se o seu negócio é badalação, as festas de Mykonos só encontram rivais à altura em Ibiza. E ainda conta com a hospitalidade do povo grego, que fala alto e não dispensa o sorriso largo.

Mais uma das novas 7 maravilhas do mundo que visitamos. Nessa foto, o Partenon ao fundo

Atenas: a cidade mais antiga da Europa

Ficamos alguns dias em Atenas e batemos ponto em alguns dos cartões postais mais famosos do planeta. A Acrópole domina a paisagem na capital grega. No topo dessa colina rochosa, foram construídas por volta de 450 a.c. algumas das mais extraordinárias heranças arquitetônicas do período em que a Antiga Atenas “inventou” a democracia. Hoje, há muito dessa época em todas as sociedades ocidentais. O maior destaque é, sem dúvida, o Partenon, um ícone da cultura mundial que tem conseguido sobreviver aos séculos e às intervenções humanas. A maior parte de suas esculturas está nos museus de Londres, em mais um caso de roubo histórico que ainda não foi reparado. E tem mais pra ver no alto daquela colina. O Propileu – a entrada da parte sagrada da Acrópole – é uma construção fantástica. Também é inevitável visitar os belos Erecteion, o Templo de Athena Niké e os antigos teatros ao redor.

Vista da Acrópole

 

O Erecteion e suas colunas na forma de esculturas

 

O Teatro Herodes Attikos ainda é utilizado

Não sai caro conhecer as principais atrações da cidade. No domingo, as entradas são francas e durante a semana com um único ingresso é possível visitar a maior parte dos sítios arqueológicos. Além da Acrópole, vale à pena ir à Ágora Antiga, um grande espaço público da época clássica de fundamental importância para o exercício da democracia ateniense. Hoje restam alguns edifícios desse período áureo. Outro destaque é o Templo de Zeus Olímpico. Apesar de restarem apenas 16 (uma delas no chão) das 104 colunas originais, é muito bonito e permite imaginar a grandeza que teve no passado. Logo ao seu lado está o Estádio Olímpico, utilizado nas primeiras Olimpíadas da era moderna em 1896 e novamente nos jogos de 2004, além de estar no exato local de um estádio olímpico da antiguidade.

Teison na Ágora Antiga

 

Templo de Zeus Olímpico

 

O Estádio Olímpico Panathinaiko (também chamado Kallimarmaro)

Ficar dois dias em Atenas é a realização de um sonho. Dá pra visitar as principais ruínas, perambular pelas ruas do centro antigo, repletas de turistas e lojinhas simpáticas e encerrar os dias em um dos incontáveis e deliciosos restaurantes ou mesmo comendo um bom churrasquinho grego no banco da praça assistindo a um artista de rua. Perfeito! No 3º dia, ainda existem os museus e algumas ruínas menos preservadas pra ver. A partir do 4º dia, Atenas pode ser frustrante. Não é uma grande metrópole européia com uma infinidade de programas à disposição. Mas, nada de desespero. Isso é apenas sinal de que é hora de partir pras ilhas!

O caminho que leva de Atenas às paradisíacas Ilhas Cyclades no Mar Egeu passa pelo porto de Pireus. Chegamos de manhã, mas nosso ferry até Santorini só sairia algumas horas mais tarde e aproveitamos pra rodar um pouco por ali e resolver algumas pendências antigas como cortar o cabelo do Fred. Esses ferrys entre as ilhas, por sinal, são bem caros. Mas, os hotéis estão baratíssimos! O segredo é que estamos em maio, quando o sol já chegou, mas os turistas ainda não apareceram. É bem verdade que existe um risco envolvido. Nossos três primeiros dias foram de céu nublado e um vento forte e frio. Mas, depois disso, só temos tido muito sol e os lugares não estão abarrotados nem está tão quente quanto no verão. A hora certa de estar aqui!

 

Santorini a 250 metros acima do mar

O formato atual de Santorini foi definido por uma grande erupção vulcânica há cerca de 3.500 anos. Entre outras lendas, o tsunami provocado por essa erupção teria sido o responsável pelo desaparecimento de Atlântida, que estaria localizada na ilha de Creta mais ao sul do Mar Egeu. A chegada é espetacular. A ilha ergue-se como uma muralha no formato de meia-lua em torno do que um dia foi uma enorme caldeira jorrando lava. Diga-se de passagem, o vulcão continua ativo. O visual vai melhorando mais e mais enquanto se vai serpenteando pela estrada íngreme que leva do porto até o alto da montanha, onde a vida acontece. Aliás, quando descemos do barco, havia uma pessoa do hotel esperando com uma plaquinha nas mãos pra nos levar até o outro lado da ilha. Mochileiro não está acostumado com esses luxos, ainda mais com o quarto que nos esperava lá com vista pro mar. E custou menos que nosso albergue em Atenas. Ah, vida boa!

As casinhas da vila de Fira equilibram-se nos penhascos 250 metros acima do mar

 

Praia Vermelha: a mais bonita da ilha

Uma das marcas registradas de Santorini são suas praias de areias negras, apesar de que quem vai a ilha normalmente não está em busca de praia. São os visuais alucinantes da caldeira que atraem as pessoas até lá. E também as clássicas cenas de casinhas azuis e brancas penduradas nos barrancos e as dezenas de igrejinhas de cúpula bem azul pipocando por todas as partes.  A forma mais econômica e divertida de ver um pouco de tudo o que ilha tem a oferecer é alugar um quadriciclo. Não tem preço a sensação de liberdade de rodar pelas estradas sentindo o vento na cara e parando sempre que um cartão postal exigir. Mas, é Oiá seu destino mais conhecido. Mais exatamente o pôr do sol em Oiá, o mais famoso da Europa. As pessoas aglomeram-se nas sacadas e ruas pra curti-lo. Quem pode, abre um bom espumante pra acompanhar.

Motoca envenenada!

 

Essa cena é clássica!

 

Igrejas bizantinas: uma pra cada cinco habitantes da ilha

 

Que belos dias nós tivemos lá! Mas, a viagem tem que seguir e nós pegamos outro ferry pra Paros e depois pra Mykonos de onde estamos escrevendo agora. Essas novas histórias nós contaremos em breve porque tem uma praia maravilhosa e um céu azul nos chamando lá fora.

Esse post foi publicado em Grécia e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

32 respostas para grécia: das relíquias históricas às ilhas

  1. Olá

    como agora é a minha viagem que se aproxima aos poucos, resolvi retomar alguns dos relatos de vocês…
    adoráveis como sempre e com fotos de tirar o fôlego para variar… rsrs
    onde ficaram hospedados em Santorini? ainda lembram?
    beijos

    • Oi, Ana! Obrigado! Não conseguimos lembrar o nome do hotel, mas foi barato e simpático. Encontramos no booking.com
      O preço estava ótimo em função da época do ano, antes de começar o verão. Mas, não ficamos nas vilas junto das falésias e sim perto da praia. Essas vilas são as mais tradicionais e mais caras, mas a vista e a comodidade podem compensar.
      Boa sorte!!
      Bjos

  2. sandra leite disse:

    esse texto foi retuitado varias vezes, pipow. phynno demais

  3. sandra leite disse:

    esse texto foi mega retuitado, gente . Super

  4. Felipe disse:

    Olá, vi o seu site no forum mochileiros. Suas fotos estão ÓTIMAS, qual a camera fotografica que vcs estao utilizando para tirar elas ?
    Abraço !

  5. Iara, Mama e Carol disse:

    Lindo !!! Quanto azul! Que sorrisos felizes…
    Beeeiiijooos

  6. Marga disse:

    As fotos estão maravilhosas!!!

  7. Cirene e Márcia disse:

    Letícia e Fred
    Estamos encantadas com esta viagem ao redor do mundo. Cada post colocado aguça mais e mais a nossa curiosidade. São países surpreendentes e encantadores que nos atraem e motivam a conhecê-los. Achamos que isso também se deve à maneira que estão sendo descritos. Continuem nos brindando com essas maravilhas. Bjs.

  8. eu sempre achei que eu ia adorar a grecia! agora eu tenho certeza!!! De london to Greece com certeza!!! Saudades docesssssss!!!

  9. Kátia disse:

    Fred e Leticia,

    Novamente muito bom o texto e lindas fotos.
    Ei, Fred que bom você ter conseguido cortar o cabelo, cara….rsrsrsrs

    Beijos,
    Kátia

  10. Marcelo Silva disse:

    Letícia e Fred

    E eu aqui nos escritórios do Hay Group curtindo essas fotos lindas e trabalhando…. que inveja!!! (boa, é claro!)
    Não posso deixar de comentar a foto que foi tirada nos campos amarelados – lindíssima…
    Obrigado por poder estar tendo acesso a essa viagem incrível com vocês!
    Um abraço,
    Marcelo

    • Ei, Marcelo!
      Obrigada pela mensagem… Existem diversos campos floridos como o da foto e são realmente encantadores.
      Espero que o nosso projeto esteja rodando o sucesso! :)
      Um abraço!

  11. Shirley disse:

    Concordo com o Leandro… também estou viajando junto com vcs, rsrsr. A cada semana fico ansiosa esperando o novo post. Que lugar fantástico!!! Penso que o mochileiro aproveita muito mais a viagem, e o melhor de forma econômica rsrsr.
    bjo pra vcs.

    • Shirley, mochilar realmente traz seus benefícios. Em albergues interagimos com muitas pessoas o tempo todo. E da forma com que viajamos temos mais contato com o pessoal local, fora da “ilha” que cerca o turísmo 5 estrelas… bj!

  12. Eduardo Domingues disse:

    Fred, hoje você arrebentou!!! Mikonos –> SONHO REALIZADO. É de dar inveja mesmo. Temos uma amiga na Grécia, que, devido à situação financeira que o país atravessa que vir para o Brasil. Ela já até se descasou para poder vir para o Brasil. Como você viu “in loco” esta situação pós explosão da crise financeira na Grécia?

    • Dudú, a gente viu que as pessoas estão bastante preocupadas com a crise e muitas perguntaram sobre a situação do Brasil. Quando falamos que as coisas por aí estão melhores a maioria fica até surpresa e admirada. Em um dos dias ficamos sabendo sobre uma greve geral, mas como já estávamos na praia, não fomos afetados. Mas parou tudo! Abraços

  13. Amanda disse:

    Ahhhh… eu já ia perguntar se o Fred ia voltar cabeludo para o Brasil; que bom que vcs tiveram um tempinho! rs
    Hum, eu queria oiá o famoso pôr do sol, tem foto não?!
    Ainda não liguei, mas vou aproveitar o espaço alheio para desejar feliz aniversário ao Peixe!
    Beijos!

  14. sandra leite disse:

    Vocês estao me deixando enlouquecida com esta viagem. DEMAIS!!!!

  15. Leandro Duarte de Carvalho disse:

    Gente!! Estamos abobados aqui!!! Parabéns pela viagem! Estamos viajando juntos com vcs e ficamos ansiosos pelos posts! Leandro e Tatiana.

  16. Rogério disse:

    Só tenho um comentário: UAU!

    Abraços!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s